Título: Simplesmente o Paraíso
Quarteto Smythe-Smith # 1
Autora: Julia Quinn
Ano: 2017
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Skoob: Adicione
Cortesia: Livro cedido pela Editora.


 Sinopse: Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente.


Honoria Smythe-Smith é uma jovem inglesa que, ao lado de suas primas, faz parte do quarteto musical da família. No entanto, pela fama não muito agradável do grupo – e também por saber que é verdade –, um dos grandes desejos de Honoria nessa temporada social, é que essa seja a última vez que se apresenta ao lado das outras meninas. Nossa protagonista não está tão desesperada pela saída do quarteto, mas essa é a consequência para as integrantes que se casam. E tudo que a jovem quer é isso, encontrar um marido adequado para se livrar da solidão em sua casa, e iniciar uma nova vida.

Em contrapartida temos Marcus Holroyd, o conde amicíssimo da família, que recebeu a incumbência de zelar pela jovem Honoria, já que por motivos de força maior, seu irmão Daniel, não está mais no país. O pedido é simples: que o jovem conde cuide para que a moça não tome a decisão errada na hora de escolher um marido.

Marcus é um rapaz tímido e extremamente reservado que odeia Londres e seus eventos sociais, mas abre uma exceção para cumprir a promessa que fez a seu grande amigo, e está sempre atento aos passos de Honoria, mesmo que para isso tenha que frequentar os temíveis concertos musicais dos Smythe-Smith e as festas da alta sociedade.
É então que o destino decide que chegou a hora de unir os dois em uma situação um tanto quanto inusitada, e nossa história tem início.


Conheço a escrita da Julia Quinn por causa da série Os Bridgertons – a qual, recentemente, li inteira. É válido dizer que esse tipo de livro é o meu famigerado guiltypleasure*, já que não sou uma grande fã de romances e clichês. No entanto, fui totalmente arrebatada pelos romances de Julia, o que foi muito inusitado. Com esse pensamento em mente, comecei a mais nova série lançada pela Arqueiro, sem grandes expectativas, e na verdade com bastante receio, achando que Os Bridgertons eram minha única exceção. Mas eis que me arrisco e tenho mais uma grande surpresa: Julia Quinn sabe mesmo o que faz.

“Simplesmente o paraíso” traz toda a essência dos romances de época característicos da autora, porém vem com seu próprio jeitinho, e deixa claro que essa é uma nova série, na qual os personagens se diferem bastante da conhecida série de Julia.
Claro que aquele clichê básico está lá, mas da mesma forma que fui cativada anteriormente, aconteceu dessa vez, e esses clichês acabaram agradando, e despertando suspiros involuntários na pessoa que vos escreve. rs

O enredo é leve, despretensioso e a escrita da Quinn é uma delícia. Não espere uma história grandiosa, com muita profundidade, a proposta nem é essa. Esse primeiro livro da série traz uma história apaixonante em sua simplicidade, além de saber usar o clichê a seu favor.
Para quem acompanhou a jornada dos Bridgertons, sabe que o Quarteto Smythe-Smith já fazia um enorme sucesso por sua fama inusitada de ser um péssimo programa; e é uma delícia acompanhar as moças dessa geração do quarteto, matar a curiosidade e saber como são os bastidores.
Da mesma forma, para os que não leram a série, e não conheciam o grupo de primas musicistas, “Simplesmente o paraíso” é um livro divertidíssimo, leve e uma ótima opção para uma tarde em que você só esteja querendo se divertir um pouco.

“Honoria tentou não se retrair. O recital anual das Smyhe-Smiths nunca era um bom momento para conhecer um cavalheiro, a menos que ele fosse surdo. Havia certa discussão na família sobre quem, exatamente, começara a tradição, mas em 1807 quatro primas tinham assumido o palco e estraçalhado uma peça musical inocente. ”

Leitura recomendada para os amantes da escrita da Julia Quinn, e igualmente indicado se você quer se iniciar nesse universo.

*guiltypleasure – termo em inglês para os “prazeres culpados”... Aquele seu gosto socialmente questionável. (Ou questionável apenas por você mesmo)











15 Comentários

  1. "Fui totalmente arrebatada pelos romances de Julia, o que foi muito inusitado" (2) E só li o primeiro dos Bridgertons, mas a Julia, ah, a Julia já me convenceu bonito haha Já estou de olho nessa série :))

    ResponderExcluir
  2. Eu estou louca por essa série. Acho as capas lindas e as histórias encantadoras. Eu gostei bastante da sua resenha e achei muito legal poder conferir a sua opinião sobre esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Como não amar a Julia e sua escrita linda!
    Adorei a sua resenha e estou louca para me aventurar nesse quarteto maravilhoso também.
    Um beijo
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  4. Oiii Aline, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, mas fico feliz que tenha trazido a resenha para nós e gosto muito dessas capas, acho encantadoras.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oie amore,
    Esses livros de época não me chamam muito a atenção, sempre passo a dica porque o gênero não me atrai.
    Apesar de a capa ser linda e sua resenha estar muito boa, passo a dica.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  6. já eu não consegui me prender a escrita de Julia Quinn, sem contar que os clichês em romances de época me desmotivam demais... sei que ela tem muitos fãs aqui no Brasil e suas obras são um sucesso mas não sinto empolgação pra conhecer essa história dela...
    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu sou apaixonada por romances de época, sou suspeita pra falar pois amo as obras da Julia Quinn e o 3º livro da série foi o que mais me emocionou.
    Espero ler suas considerações sobre ele.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Ainda não li nada da Julia e essa série me atraiu bastante devido as resenhas super positivas que ando lendo nas mídias. Assim que estiver no meu momento romântico de leitura este já está na lista. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá! Gosto bastante dos livros da autora e estou com muita vontade de adquirir essa coleção. Ficou incrível sua resenha e despertou ainda mais meu interesse. Quero ler já. super bjooooo

    ResponderExcluir
  10. Eu conheço a escrita da Julia e não sou o público alvo, como você, não curto clichês, mas que bom que o livro te conquistou.

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline, me diverti e amei esta nova série. Adorei ver Honoria e Marcus e a transformação da amizade deles em amor. Uma série com toda a qualidade da escrota da Julia.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Que fofura!
    Cada resenha que leio fico mais encantada com essa série, ainda não tive oportunidade de comprá-los 😢 Mas estou amando já kkk
    Parabéns pela resenha me deixou mas curiosa e triste por não tê-los.

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito dos livros da Júlia porque tem uma pegada de humor sensacional! Sempre são livros divertidos, que mesmo tendo uma informação importante, trata com leveza e dinamismo. Comprei o box da série e não vejo a hora de fazer a leitura. Espero gostar tanto quanto você gostou.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Apesar de ainda não ter lido nada da Julia Quinn, já vi bastante resenhas sobre as obras da autora e essa série do quarteto parece interessante, realmente aquele tipo de leitura
    leve e despretensiosa e agradável.
    Gostei da resenha, e leituras guiltypleasure: quem nunca? haha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Que resenha maravilhosa! Sou louca para ler os livros dela, não vejo a hora de ter essa oportunidade. Parece uma leitura super agradável. Beijos.
    www.v3rsosdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir