Título: O Primeiro Dia Do Resto Da Nossa Vida
Autora: Kate Eberlen
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 432
Skoob: Adicione
Compre: Amazon
Cortesia: Livro cedido em parceria com Editora Arqueiro

Sinopse: Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.
 E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado. Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não? O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.

Tess é uma jovem de apenas 18 anos que, estando de férias na Itália com a melhor amiga, descobre que passou na tão sonhada faculdade. Sua vida parece estar seguindo o curso que sempre desejou, mas quando volta para a casa, tudo muda de repente. Uma reviravolta que inimaginável, deixa nas mãos de Tess uma responsabilidade maior do que achou que fosse capaz de carregar.
Em outro cenário temos Gus, também com seus 18 anos. Tudo que ele quer é sair de casa, e deixar para trás o fantasma de seu irmão que faleceu há pouco tempo, e o faz se sentir culpado pela forma como tudo aconteceu.
Em um dia qualquer, ainda na Itália, ambos se encontram por alguns segundos, e sequer mantém um diálogo decente, mas parece ser o suficiente para o destino marca-los para sempre. A partir dali eles seguem sua vida, e nem ao menos se lembram do rosto um do outro. Eram apenas desconhecidos que se esbarraram em uma viagem a um país diferente do seu. Não há um amor imediato, não há uma paixão avassaladora, é como o encontro casual de dois estranhos, enquanto ambos desfrutam de merecidas férias na Itália.
O livro é narrado em primeira pessoa, e os capítulos são intercalados entre o cotidiano de Tess e Guss. Primeiro mensalmente, depois anual ou bienal, as histórias de ambos são contadas de forma real e com uma delicadeza que me encantou durante toda a leitura. Kate Eberlen conseguiu narrar a vida de dois personagens que não haviam se conhecido, mas que de alguma forma nós os sentíamos ligados pela vida.
Durante o livro, vemos a vida dos protagonistas se ligarem constantemente durante os dezesseis anos em que a história se passa, seja por um amigo em comum que nunca os apresentou, ou por um evento que eles participaram ao mesmo tempo, sem se encontrar. E foram esses desencontros marcantes que fizeram com que as páginas fluíssem ainda mais rápido, pois várias vezes me peguei devorando-as para saber se, naquele momento, eles enfim se encontrariam e o que aconteceria então.

“Minha mente vagueou pelos grandes pares românticos da literatura. Será que eles realmente tinham se encontrado porque estavam destinados um ao outro ou apenas porque moravam próximos?”

Gostaria de ressaltar algo que deu uma pitada ainda mais interessante ao enredo. Este não é apenas um romance, temos um drama permeando a vida dos protagonistas, que foi muito bem trabalhado pela autora. Mais especificamente na vida de Tess, que carrega consigo duas grandes batalhas que me marcaram muito pela sutileza com a qual Kate escreveu e trabalhou em cima dos temas.Há uma cena específica que me emocionou bastante, e me fez apreciar ainda mais a escrita da autora, onde ela narra um momento íntimo de preocupação e cuidado de Tess para com sua irmã.
Ao ler O primeiro dia do resto da nossa vida, senti como se fosse a experiência de ler, ao mesmo tempo, dois livros muito bons e esperar ansiosamente que eles se cruzassem em algum momento. Ambos os protagonistas passam por inúmeros percalços e vivem a vida como qualquer pessoa, têm que lidar com problemas e dificuldades, mas também vivem momentos de muita alegria. Senti que lia, em uma narração jovial, um retrato realista de como é a vida de duas pessoas que podem, ou não, estarem destinadas uma a outra.

“Será que esse negócio de alma gêmea não estava relacionado ao fato de que a emoção que chamamos de amor, que eu ainda não tinha vivenciado, era tão poderosa que fazia você acreditar que aquela era a única pessoa no mundo para você? Não era mais uma questão de definição do que de destino?”

Uma narrativa leve e fluída, com um romance muito bom de ser degustado e um prato cheio para os amantes de livros jovens, e de uma boa pitada de amor. Recomendo!







17 Comentários

  1. OI Aline, tudo bem? A sua é a segunda resenha que leio desse livro. Confesso que como a capa não prendeu minha atenção nunca tinha tido interesse nele, mas ambas as resenhas que li são bem positivas e a sua recomendação para os amantes de livros jovens com uma boa pitada de amor foi especificamente pra mim. Vou correndo ler. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Já perdi as contas de quantas resenhas desse livro eu li e todas recheadas de elogios, assim como a sua, e todas me deixaram bastante curiosa em relação ao livro. É bom saber que a autora vai além dos desencontros de duas pessoas que formariam um belo casal e acrescenta dramas pessoais a cada um dos dois protagonistas, que parecem ser personagens muito bem elaborados. O título me deixa muito intrigada e quero muito saber o por quê dele ter sido escolhido para representar o livro.
    Parabéns pela bela resenha!
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Eu amo esse gênero, e gostei muito da resenha já quero muito ler ele, ainda não tenho mas ja esta em minha lista.
    Amei sua resenha.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. poxa, eu acho que sou a única que não gostou. achei o final muito corrido e forçado. mas enfim, que bom que você gostou!

    beijos, isa
    http://isaloucaporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Como você frisou, é um livro delicado que ao meu ver, está bem propício ao público jovem. Essa sensação de ler dois livros ao mesmo tempo, acho que nunca tive, sinto que foi uma leitura importante para você.

    ResponderExcluir
  6. Eu acho a premissa desse livro muito atraente e estou bem curiosa com ele. A capa é uma coisa linda e tenho certeza de que a história também é. Gostei de ver a sua resenha e conhecer uma pouco mais sobre a trama.

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline!
    Gostei muito da resenha e a estória muito me atraiu também, principalmente pelo fator drama, amo um drama rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Admito que quando soube do lançamento deste livro não fiquei tão empolgada com a possibilidade de lê-lo, mas agora, depois de sua resenha, pude notar que ele é muito mais do que eu poderia imaginar.

    ResponderExcluir
  9. Oi Aline, apesar de gostar de enredos narrados por ambos os personagens, e das boas indicações que já li sobre o livro, confesso que não me interessei muito. A capa está muito bonita e fiquei imaginando o quanto você não gostou, ainda mais quando disse ter sentido como se estivesse lendo 2ao mesmo tempo
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Aline tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina, é um livrinho puro amorzinho e sua resenha só despertou ainda mais meu interesse, achei um arraso essa edição.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Oie!! Estou bem curiosa para ler este livro, pela sinopse parece bem divertido. Sua resenha aguçou ainda mais minha curiosidade... ler um livro como se fossem 2... rsrsrsrs
    Parabéns pelo post!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Me pareceu meio clichê :/ Não deu vontade de ler, mas gostei da sua resenha.

    ResponderExcluir
  13. Queo muitoooo ler esse livro! A premissa está maravilhosa, parece ser um livro muito amooor! ão vejo a hora de lê-lo. ❤❤❤ Sua resenha spi aumentou minha vontade de realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  14. Olá !!! Que lindo esse livro. Está na lista das minhas próximas leituras !!!
    Ótima sua resenha !!! Com certeza, vale super a pena !!!
    super bjoooooo

    ResponderExcluir
  15. Parece ser uma história muito fofa. Adoro obras mais juvenis, fiquei curiosa para ler esse. Além do mais, é um ótimo presente de Natal.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  16. Para ser muito sincera, quando eu vi o livro pela primeira vez não fiquei muito empolgada, mas depois que li sua resenha fiquei tão curiosa, vou por agora na minha listinha!
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Aline! Tudo bem?
    Quero muito ler esse livro e lendo sua resenha fique mais ansiosa ainda para ler. Não tenho o livro ainda, mas pretendo comprá-lo em breve! Adorei sua resenha! Bj

    ResponderExcluir