Título: O Menino, o bilhete e o vento
Autora: Ana Cristina Melo
Ilustrações: Fabio Maciel
Ano: 2015
Editora: Bambolê
Número de páginas: 36
Formato: 20 x 20 cm
Temas: Brincadeiras infantis - Imaginação - Fantasia - Ética - Natureza - Meios de comunicação - Resolução de conflitos
Áreas de conhecimento: Língua Portuguesa - Geografia – Ciências
Skoob:Adicione Onde Comprar:Livraria Bambolê

Sinopse: O menino recebe da avó uma grande missão? achar Seu Olavo e lhe entregar um bilhete. Mas como iria cumprir sua tarefa, se ele sequer sabia onde esse homem morava? No caminho até a cidade, além das descobertas que faz, ele se vê em apuros, quando o bilhete se solta de sua mão curiosa e foge dançando pelo ar. Numa disputa com o vento, que também se torna personagem dessa aventura, o menino pode descobrir que a solução de um problema, ás vezes, pode vir do que parecia ser um contratempo.



Sabemos como o contato com a leitura é importante para o desenvolvimento da criança. E a literatura infantil exerce um papel fundamental neste processo de formação. Mesmo que a criança ainda não saiba ler, através da mediação de um adulto fazendo esta leitura, ela está aprendendo. Por isto sempre falo: Leia para uma criança. Dê livros de presente.

Hoje iremos indicar e conversar sobre o livro infantil O Menino, o bilhete e o vento da Ana Cristina Melo. Um livro que poderá ser utilizado tantos por familiares, como os profissionais da educação. E uma ótima dica de presente para a criançada.



Nesta história teremos um menino que receberá uma tarefa de sua avó. Ela pede que ele vá entregar um bilhete para seu Olavo. O menino já estava acostumado a andar por aquele caminho, mas sempre de cavalo ou caminhonete. Indo a pé começou observar o local e notar coisas que ainda não havia reparado. Assim foi observando os animais que encontrava pelo caminho. Como pássaros, tatu, e ficou cheio de curiosidade sobre os bichinhos, fazendo-se várias perguntas.

 Também observou o céu azul e as nuvens, vendo os desenhos que ela criava. Um passeio que estava se tornando muito divertido, a não ser por um probleminha que veio a seguir... o vento acabou levando seu bilhete, que voou para longe. Deixando o menino muito assustado. Rapidamente ele começou a correr atrás do bilhete, pois já estava perto do local que deveria fazer a entrega, mas não poderia chegar de mãos vazias. Assim começa a correria do menino atrás do bilhete que foi levado por um vento muito curioso. Agora é torcer que acabe tudo bem.

“Ah, como adorava adivinhar os bichos que as nuvens desenhavam! Foi a avó quem lhe ensinou a ver a magia das nuvens.”


Além de o livro trazer uma história gostosa e nostálgica para adultos, traz vários conceitos que podem ser trabalhado com as crianças.  Noções de alto e baixo; esquerda e direita; lento e rápido, muito e pouco; perto e longe, entre outros.  As ilustrações são muito atrativas e casam perfeitamente com a história contribuindo com a imaginação da criança.

Então fica a dica de uma leitura leve, com aventura, surpresas e um leque de aprendizagem. Um livro divertido que com certeza ajudará seu filho/aluno aprender brincando no mundo mágico dos livros.











6 Comentários

  1. Oiii Ana, tudo bem?
    Menina eu fiquei perdidamente apaixonada por essa obra infantil, normalmente sempre são as minhas favoritas. Parabéns pela resenha e as fotos ficaram uma fofura.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana, uma ótima sugestão de presente. Pretendo comprar o livro para minha neta e vou passar essa dica adiante!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Ótima dica! Eu adoro obras infantis porque sempre passam lições bonitas e preciosas! Achei essa especialmente um charme, e adorei as ilustrações.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana...
    Que livro bonitinho...
    Tenho que te dizer que ele não é algo que eu compraria assim, mas tenho certeza que se o encontrasse por um acaso eu o leria.
    Adorei as fotos e a resenha

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Sempre que vou na livraria acabo ficando um bom tempo na sessão infantil encantada com os livros, quando eu era criança meus pais não tinham o hábito de comprar livros para mim, os que eu lia eram os da escola, ficava tempos perdida em meio as pratileiras de livros.
    Essa capa é lindinha demais. Nossa que história legal, mostra como é importante fazer as crianças matarem a curiosidade, deixar eles livres para poderem ver mais da natureza, agora fiquei curiosa para saber se ele vai conseguir resgatar o bilhete e fazer a entrega.
    Dica anotada, vou tentar achar ele para dar de presente para meus sobrinhos.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Olá Ana. O incentivo à leitura desde pequenos é o maior tesouro que plantamos no seu desenvolvimento. Meus filhos adoro ler. Amei essa indicação e com certeza passarei a informação a frente para amigos e familiares que tenham crianças. Bjkas

    ResponderExcluir