Título: Hellraiser - Renascido do Inferno
Autor: Clive Barker
Ano: 2015
Editora: Darkside Books
Número de páginas: 160
Skoob: Adicione
Comprado na: Amazon



Sinopse: Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema. 
Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”.
De leitura rápida e devastadora, Hellraiser – Renascido do Inferno conta a história de um homem obcecado por prazeres pouco convencionais que é tragado para o inferno. Inspirado nas afinidades peculiares do autor, o sadomasoquismo é um tema constante em sua arte. 





E vamos de clássico do terror? Simmm!

Hoje vamos conversar sobre Hellraiser Renascido do Inferno, livro de 1986, e que chegou ao Brasil pela Editora Darkside Books, tradução de Alexandre Callari, ano passado, 2015. Hellraiser tem adaptação cinematográfica dirigido pelo próprio Clive Barker em 1987.




Na trama que é narrada em terceira pessoa, focando em alguns personagens, vai nos trazer a história de Frank, um jovem que está completamente entediado, e queria sentir algo mais forte. Queria desfrutar de grandes prazeres, e para isso resolveu desvendar o mistério do quebra-cabeça da caixa de Lemarchand, que segundo ele ouvira, depois de desvendada conseguiria desejos imagináveis. E foi o que aconteceu, logo que Frank abriu a caixa apareceu quatro cenobitas, seres de outra dimensão, também conhecido como demônios para alguns, para realizar os desejos de quem os chamou. 

De inicio Frank observa aqueles seres estranhos, de pele retalhadas e muito branca, feições desfiguradas e com cheiro de baunilha, que escondia o cheiro podre de carne entre outras coisas (sim, toda vez que eu senti cheiro de baunilha lembrarei dos Cenobitas. Obrigada, Clive). O que Frank não esperava era que os prazeres proporcionados pelos Cenobitas não era bem como ele imaginava, pois eles dariam prazer, mas muita dor também e Frank sentiu tudo, tanto, que pensou que não iria suportar.


Passa-se um tempo e o irmão de Frank, Rory e sua esposa Julia se mudam para a propriedade que pertencem aos irmãos, como Frank não dá noticias ele resolveu ficar na casa. E assim as coisas começam a ficar bem interessantes e bizarras, pois a casa tem ruídos e Julia vai perceber que tem algo estranho, ela sente uma presença, e vai começar tomar atitudes completamente repulsivas. Julia não gosta do marido e é muito infeliz, deixa claro isso durante toda a história. Enquanto teremos a personagem Kirsty que é amiga de Rory e gosta muito dele, que acabará entrando no meio desse horror que ronda a casa para proteger o amigo. O problema agora é, como ela poderá salvar alguém, se nem ela está salva. Um dos quartos da casa exige sangue, Julia está disposta a dar e isto trará consequência devastadoras a todos.

Confesso que amei as personagens femininas desta história, uma psicopata e completamente sem noção, capaz de atos cruéis e insanos, enquanto a outra que parecia frágil, fraca, consegue se mostrar super corajosa e ir a luta enfrentado seus piores pesadelos. Os homens nos mostram como seu lado de luxuria pode levar a sua perdição, a maioria só pensa em sexo e acabam caindo em qualquer armadilha pelo mesmo. Frank nos mostra aquela velha frase: “Cuidado com o que deseja”, enquanto Rory é aquele cara “normal”, gente fina, e considerado um bobo pelo irmão e esposa.

Hellraiser foi uma leitura muito agradável, mesmo com suas cenas de sangue e carnes cortadas, dilaceradas, posso dizer que gostei muito, pois a escrita de Clive é muito gostosa, ele vai narrando a história de um jeito singelo, te dando frases que você completa com sua imaginação, muitas cenas ficaram bem sinistras na minha cabeça, enquanto no livro parecia está escrito em prosa poética. A história traz assuntos como sexo, sadomasoquismo (pelo prazer e dor que alguns dos personagens desejam), traição e muito sangue. E esta parte do enigma, da curiosidade de descobrir como desvendar o que está por trás de cada jogo/quebra-cabeça é fascinante, e o que você pode encontrar ao revelar o mistério é mais intrigante e assustador ainda. Quem conhece Jumanji (Filme/livro), um jogo que poderia te levar a grandes e perigosas aventuras. Deve lembrar-se de como era desafiador e excitante, e claro, assustador. Então cuidado com o que você anda tentado solucionar por aí.

Então fica à dica de um livro muito bom de horror, de leitura fácil e rápida, com uma edição muito linda em capa dura, com uma textura que se assemelha a couro, folhas amarelas, diagramação ótima. A caixa já está aberta como você pode observar na capa do livro, agora é só viajar nesta jornada de pesadelos e torcer para que alguém consiga sair dele. 

"Que punição poderia ser pior do que o pensamento de sofrer sem a esperança de se libertar?" (pág. 65)
.











29 Comentários

  1. Oiee

    Eu adoro livros assim e a DarkSide sempre arrasa.
    Estava olhando alguns esses dias e fiquei super na dúvida com esse. Adorei ver essa resenha hoje, vou comprar com certeza.
    Achei o máximo a capa ser parecida com couro. Show!

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIm, edição e conteúdo de qualidade, não conseguir encontrar falhas. Haha

      Beijos.

      Excluir
  2. Gente que edição linda!!! Amei!
    Destaco a parte que você diz sobre as personagens femininas, e olha que é um livro escrito, como você disse, em 1986.
    Pelo visto é um que amaria ler!

    Beijos, Thay Rocha
    www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, interessante isto. Mas lembrando que uma delas vai meio que te deixar com raiva. Pois uma delas romantiza o estupro, achei isso muito repulsivo. Mas ok.

      Excluir
  3. Saudações literárias! DarkSide é sempre foda com seus lançamentos, todo o trabalho gráfico é top. Adorei sua resenha e creio que esse livro vai parar na pilha de desejados.

    ResponderExcluir
  4. Antes de dizer que tenho medo de filmes e livros que eu tenho... Eu vou levantar aqui e bater palmas para DarkSide pela capa e todo o trabalho gráfico essa editora arrasa!!!
    Voltando ao livro, eu tenho medo mas eu curto algo mais gore pop, tipo The walking dead então eu acho que poderia dar uma tentada em Hellraiser porque a sua resenha e a abordagem sobre as personagens femininas me conquistou
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vai curtir este. Eu amo TWD. É um vício. Vá para Hellraiser sem medo. :)

      Excluir
  5. Como não amar um clássico de terror né... Essa editora é fantástica, pelo menos em suas edições, já que nunca tive a oportunidade de ler alguma de suas obras. Claro que a maioria dos seus títulos estão em minha lista de desejados, então a esperança é a última que morre rsrs. Enfim, eu sou apaixonada por enredos assim e a sua resenha me deixou ainda mais instigada para conferir. Muito obrigada pela dica! Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  6. Que livro lindo, meu Deus... A darkside mexe com meu coração e com meu dinheiro - que está cada vez menos -. Eu preciso desse livro, e você ainda faz essa resenha que me deixa mais curioso ainda para que eu leia.
    https://nerdbookblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha... venha comigo desvendar esta caixa. :)

      Excluir
  7. Oi Ana.
    Estou morrendo de vontade de ter/ler esse livro <3 A Darkside acaba comigo hahaha
    Amei sua resenha, que só me deixou mais animada para ler.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não tem como não gostar de clássicos de terror. Li esse livro em inglês anooosss atrás e não entendi muita coisa na época. Mas lembro de assistir o filme e morrer de medo dele.
    Se for tão assustador quanto acho que vale a pena.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  9. Estou babando nesse livro desde que ele foi lançado!
    A Darkside arrasa muito nos lançamentos deles e é impossível não achar suas edições um primor.
    Esse já está na minha lista há tempos... agora to só esperando uma promoção boa pra poder comprar... kkkkk

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peguei uma promoção na amazon. Fica de olho. :)

      Excluir
  10. Vivo dizendo: "A DarkSide arrasa." E arrasa mesmo, acho essa capa sensacional, mas como é terror rsrs, é aquela coisa, eu aqui e ele lá. Sou mega cagona e não leio terror, o máximo é um suspense de leve. XD
    Achei graça quando vc falou "Hellraiser foi uma leitura muito agradável, mesmo com suas cenas de sangue e carnes cortadas, dilaceradas..." Hahahah muito bom, coisas adoráveis! XD
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Darkside só sabe fazer maravilhas!!! Gente, que capa é essa?? Não curto terror, sou muito medrosa, rs Mas eu arriscaria, adoro sangue derramado, mesmo sendo medrosa, mas não sou normal, então beleza! hahaha

    ResponderExcluir
  12. Oie!

    Essa é uma leitura que vou deixar para outro momento. Confesso que não gosto de terror, a e por isso não me inspirei para a leitua. Mesmo com narrativa do autor que é bem envolvente, assim como personagens de destaque, não é um livro que vou acrescentar na minh apilha.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Mesmo sendo uma leitura fácil e rápido, com essa capa maravilhosa da editora, a sua resenha espetacular... mesmo com tudo isso, não tenho coragem de ler rsrsrs
    Fujo de terror e passo bem longe rs
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oii,
    Então não gosto de livros de terror eles me dão pesadelos até mesmo evito assistir filmes de terror e quando faço isso sempre estou acompanhada. Eu sei, eu sei você deve está rindo de mim ahsuahsha mas sou medrosa mesmo.
    Nunca se deve aceitar que demônios realizem seus desejo sempre dá em m****, aprendi isso em supernatural uahsuhas
    Além de ter terror ainda tem uma esposa infeliz? Que pelo o que vi vai rolar até traição? Gente gostei do livro uahsuahs tirando o terror ele parece ser legal.

    Blog
    Blog Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
  15. Hello!
    Ai nao tenho vontade de ler nadinha desse livro Hellraiser, medo puro!
    Como vc disse mta carna cortada e dilaceradas, nao dou conta de ver, nm de imaginar lendo.
    Mas foi mto bom ler a resenha, bom que conheço mais do livro, sem precisar ler, hehe.
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  16. oi

    Darkside capricha na edição né???

    amei a sua resenha e meu filho que ama o gênero amou ainda mais e já quer o livro!!!

    parabéns...e as fotos, nossa...estão ótimas!!!

    parabéns!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi, ainda não conhecia o livro, mas adorei a capa, e já imagino a edição como esta perfeita. Quero esse livro haha

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ana!

    Bom, nunquinha leria esse livro. Simplesmente passo longe de histórias assim. Gosto bastante de fantasia, mas acho que esse não é o caso deste livro, né? Não entendi muito bem. Os seres me lembraram um pouco um livro de fantasia que li há muito tempo, protagonizado por uma mulher, Filha da Tempestade.
    Adorei sua resenha, muito explicativa, mas não me convenceu a conferir hahaha. Ah, uma coisa: como o a história pode ser conduzida de forma singela se tem sangue etc?

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escrita dele é muito poética. Isso me fascinou muito. Mesmo sendo terror,ele consegue ser suave, uma maneira bem peculiar de escrever o gênero, por ser assim acredito que você conseguiria ler tranquilo. :)

      Excluir
    2. A escrita dele é muito poética. Isso me fascinou muito. Mesmo sendo terror,ele consegue ser suave, uma maneira bem peculiar de escrever o gênero, por ser assim acredito que você conseguiria ler tranquilo. :)

      Excluir
  19. Essa capa é fantástica, como todas as outras da editora. Gostei de saber dos personagens feministas, mas depois vi nos comentários que uma delas romantiza o estupro, acho que não leria 

    ResponderExcluir
  20. Oi, adorei a resenha sou muito fã da caverinha, sempre quis ler esse livro mas ainda não tive oportunidade de comprá-lo mas acredite após ler essa resenha ele esta no topo da minha wishlist, conteúdo bom e livros de qualidade essa editora arrasa, to louco pra iniciarmos uma parceria!
    http://estanteparalela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir