Título: Psicose
Autor: Robert Bloch
Ano: 2013
Editora: Darkside
Número de páginas: 240
Skoob: Adicione
Comprado: Submarino


Sinopse: Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964. São, portanto, quase 50 anos sem uma edição no país, sem que a maioria das novas gerações pudesse ler a obra original que Hitchcock adaptou para o cinema em 1960. A DarkSide orgulhosamente tem o prazer de reparar este lapso, em julho de 2013, com o lançamento de Psicose em versões brochura (classic edition) e capa dura, limited edition que incluirá um caderno especial com imagens do clássico de Hitchcock.
Uma história curiosa envolvendo o livro é que Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psycho e depois comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a surpresa do final da obra.
Em Psicose, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, junto com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.



Oi, leitores.



Hoje vou falar de um livro incrível, que eu simplesmente amei. Psicose, de Robert Bloch. O livro que inspirou o clássico filme de Hitchcock que foi sucesso no mundo. Eu já tinha ouvido falar de Psicose. Mas nunca havia parado para ler ou assistir. Então este ano surgiu a oportunidade de comprar o livro e o devorei. `


Psicose vai nos contar a história de Norman Bates, um homem de meia idade que mora com a mãe, que é completamente dominadora. O trata como uma criança. E ele por sua vez, sempre obedece. É uma relação obsessiva de ambas as partes que chega a ser estranho e doentia. Norman é um homem simples, quieto e que adora ler. Enquanto sua mãe que já está idosa e fragilizada pela idade, vive pegando no pé do filho. Dizendo o que deve ou não fazer. Norman vive para mãe, não sai, não tem relacionamento com qualquer outra pessoa. Ele gerencia o motel da família, e mora na casa próximo ao motel.

“Parece esquisito, não? Nos tempos de hoje e na minha idade. Eu sei. Mas tem de ser. Eu digo para mim mesmo, ela estaria perdida sem mim – mas a verdade é que eu estaria ainda mais perdido sem ela” (pág. 48)

A vida de Norman muda quando aparece uma hospede no motel, a Mary, uma mulher bonita de vinte e sete anos e que trabalha em um escritório. Mary está apaixonada e quer casar, mas o seu namorado está cheio de dívidas. Então Mary ao ver uma quantidade razoável em dinheiro no seu escritório, a tentação fala mais alto, ela o pega e foge em seguida. Ao ir ao encontro do namorado se depara com uma chuva forte, se perde e vai parar justo no Motel de Norman e assim com este encontro, virão vários acontecimentos assustadores.

Norman é um homem estranho e atrapalhado. Enquanto sua mãe parece completamente maluca e possessiva. E juntos irão fazer muitas coisas sinistras. O livro é narrado em terceira pessoa, a cada capítulo focando em um personagem, Norman, Mary, e o namorado da Mary.


“Engraçado, pensava Sam, como acreditamos saber tudo sobre uma pessoa só porque a vemos frequentemente ou porque temos uma forte ligação emocional com ela” (pág. 114)

“Pensar sobre não conhecer outras pessoas – ora, pensando bem, a gente não conhece nem a si mesmo. Nunca pensara que pudesse alimentar tantas dúvidas e desconfiança sobre Mary. “ (pág. 115)

Eu adorei Psicose, não imaginava que iria gostar tanto. O livro tem uma leitura fácil e viciante, você termina muito rápido, e o capítulos são curtinhos. Os personagens são agradáveis, Norman com seu jeito misterioso lhe prende a cada página. Sua mudança de humor também é bem intrigante, uma hora calmo, e em outra agitado. Você fica envolvido a cada acontecimento e super curioso para ver o que vai acontecer no próximo virar de páginas. E quando chegamos ao final, que descobrimos o segredo de Norman é um susto. E a gente pensa... Que louco!

Eu acho que todos nós somos um pouco loucos de vez em quando.” (pág.50)

A Edição está maravilhosa, apaixonada por ela. Ela tem ilustrações, folhas amarelas, orelhas. A letra no tamanho agradável. E o que falar desta capa, simplesmente maravilhosa. Tudo a ver com a trama.



Psicose é um Thriller bem interessante, onde nos mostrará pessoas tomando atitudes erradas, impulsivas. Um pouquinho da loucura humana, como o furto da Mary, as loucuras de Norman. Foi uma leitura muito prazerosa. E assim que terminei, corri para ver o filme. Que é muito fiel ao livro. O que muda completamente é alguns personagens, como o Norman, que no livro é um senhor maltratado pelo tempo. E no filme é um rapaz jovem, magro e muito bonito. Outro personagem que chamou atenção foi o namorado da Mary, que no livro é super ativo, tenta ajudar na hora necessária. E no filme é um lerdo. Eu gostei do livro e do filme. Mas com certeza foi interessante entrar nesta mente perturbada do Norman. E já estou acompanhando a série de TV Bates Motel (inspirada no filme Psicose) e amando.


“ Nós não somos tão lúcidos como fingimos ser” (pag. 231)





21 Comentários

  1. Oi! Eu já vi a adaptação é adorei, apesar de não ter achado tuuudo isso. Mas para a época é outros quinhentos. Sempre tive curiosidade com o livro e quanto mais resenhas eu leio mais vontade eu tenho. rs

    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  2. Ana, mulher, acredita que nunca assisti o filme?
    Na verdade, eu assisti o começo de um remake bem fubeca que passou algum dia na record. Não lembro direito.
    Quero muito ler e assistir porque também acompanho Bates Motel e... Nossa! Espero que esse Norman seja tão psicopata quanto o da série.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olha eu sinceramente não sou muito chegada nesse gênero de filme não.
    Eu já ouvi falar sabe? Mas eu nunca vi. Acho que nem veria pra te falar a verdade.
    Agora sobre o livro eu também acho que não seria pra mim, porque eu me incomodo com esse tipo de leitura.
    Não gosto de livros que mexem com psicologico. Fico bem impressionada e depois fico com aquilo na cabeça.
    Mas mesmo assim tem gente que gosta e acho que hoje em dia esses livros estão sendo muito bem comentados pelos leitores também.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-paris-do-oriente.html

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Acredita que nunca vi o filme? Confesso que tenho até vergonha disso. kkkkkkkk
    Mesmo assim tenho muita curiosidade de ler este livro, afinal é um clássico do terror e suspense.
    Gostei das suas impressões e a recomendação me convenceu. Gosto de livros que levam as pessoas ao extremo.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Adorei o filme, as duas versões inclusive e acho que todo mundo tem um pouco de Norman Bates dentro de si... hahahahahahahha A arte gráfica do livro está show heim? deu vontade de ver com as mãos!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ah ! O filme é um daqueles clássicos eternos... eu adoro!
    Na vdd gosto de tudo que é meio bizarro... rsrs
    Esse livro é um daqueles que figuram na minha lista de livros para comprar há muito tempo.
    Além da qualidade de conteudo, a DarkSide arrasa nessas publicações, cada vez melhores e digna de colecionadores... eu simplesmente amo!

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ana! Já li o livro e adorei! Li um outro também chamado Alfred Hitchcock e os Bastidores de Psicose, do Stephen Rebello. Também gostei. Assisti ao filme, de 1960, e os três filmes da década de 80, que contam o que aconteceu com Norman Bates depois que saiu do sanatório. Gostei do Psicose 2, já o 3 e o 4 não me agradaram muito. Se você gosta desse tipo de histórias, deve conhecer a série inspirada em Psicose chamada Bates Motel. Assisti pelo Netflix e adorei. Beijos!
    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Ana,
    Adoro esse gênero.
    Essa é a segunda resenha que leio que fala que o livro é fluido e viciante, eu imaginava o contrário, que a leitura seria lenta e massante.
    Tenho muita vontade de ler esse livro e espero fazer logo, pois sei que vou gostar, mesmo que a leitura fosse lenta rs.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana!
    As edições dessa editora estão perfeitas! Uma mais linda que a outra! E esse é um dos livros que estou querendo, e pela sua resenha, vou gostar \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, nunca vi o filme...nunca li o livro!
    Fujo desse tema gente...morro de medo!
    Mas nossa, teu post está ótimo, muito informativo, para os fãs...um prato cheio!!!!

    Eu Pratico Livroterapia

    ResponderExcluir
  11. Olá!!

    Ahh eu quero!! Eu pensava que a escrita era daquelas paradonas, difícil de ler, mas vc contando assim, vou comprar nessa Black Friday! rs
    Eu vi o filme, mas é tão antigo, então não é o terror que vemos hoje, gosto como clássico, mas não emociona rs

    Bjus!
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Já ouvi muitas coisas sobre este livro. Porém, nunca me dediquei a procurá-lo ou até mesmo assistir o filme. Não sabia que Bates Motel tinha a ver com a estória o.0 estou surpresa!
    Amo thrillers, o leitor acha que sabe o que está acontecendo, aí vem o autor e buuuuuum, muda tudo?

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ola Ana já assisti o filme e gostei muito, foge um pouco de minha zona de conforto, mas acredito que para quem gosta do gênero é um livro maravilhoso, ainda mais com essa edição perfeita e toda caprichada da Editora. Um grande clássico do mestre do suspense. ótima resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Olá. Confesso que nunca procurei sobre este livro por ser suspense e quando eu leio um livro desse tipo eu fico bem tenso. Mas, achei a ideia desse livro bem bizarro mas muito interessante mesmo. Parece ser uma leitura bastante rápida e bem eletrizante.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. A DarkSide fez um trabalho maravilhoso com essa edição! <3
    Tenho bastante curiosidade em realizar a leitura do livro, eu costumava acompanhar a série de televisão que mostrava a infância dele, mas nunca assisti o filme.

    Beijos e até logo! ^^
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  16. Oii,

    Também só conhece o Psicose, pelo filme e assim como você, ainda não li nada sobre.
    Mas confesso que a sua resenha me deixou um tanto curiosa com o livro. Também gosto dos livros que tem capítulos curtos, mas que dizem tudo sabe? Parece que a leitura fica mais rápida e mais interessante, dependendo da história.

    PS: A Darkside arrasa nas edições.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oiee.

    Não li essa obra e sempre que vejo uma resenha, mesmo receosa eu fico muito curiosa e espero ler essa trama um dia

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  18. Oie tudo bem?
    Ana, comecei a ver a série Bates Motel e me interessei muito no filme clássico e no livro, mas não conheço nenhum dos dois. Gostei da sua resenha, espero que eu possa ler logo também.
    http://www.leituradascinco.com/

    ResponderExcluir
  19. Nunca li o livro, tenho vontade porque já assisti ao filme e achei simples sensacional! Um roteiro incrível, totalmente inovador pra sua época, tão surpreendente! Amei o filme e espero em algum momento ler o livro! Geralmente me animo pra ler essas coisas no halloween, esse ano fiquei meio pra baixo rs. Mas pretendo ler!

    ResponderExcluir
  20. Olá, Ana! Há bastante tempo assiste o filme, lembro de ter gostado bastante. Tenho muita vontade de ler o livro, além de realmente as edições da darkside serem lindas, adoro histórias de psicopatas!
    Adorei sua resenha, muito bem escrita. beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oii Ana, Tudo bem?
    Estou louca para ler o livro! A sua resenha me deixou ainda mais instigada Hahahah
    Adorei seu blog, já estou seguindo! Depois dá uma passadinha lá no meu para conhecer! :)
    Beijos,
    Isa – Night Phoenix Books

    ResponderExcluir