Título: Confissões de Inverno
Autor: Brendan Kiely
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Números de páginas:224
Skoob:Adicione

Sinopse:À medida que sua família se desintegra, Aidan Donovan, um adolescente de 16 anos, procura consolo em estimulantes químicos, no estoque de bebidas do pai e nas atenções do padre Greg, o único adulto que realmente o escuta.
O Natal chega e seu mundo entra em colapso quando ele reconhece o lado obscuro do afeto que o padre Greg lhe dedica. Enquanto tenta dar sentido à própria vida, Aidan conta com o apoio de um grupo de amigos desajustados: Josie, a garota por quem se apaixona; a rebelde e espontânea Sophie; e Mark, o carismático capitão da equipe de natação.
Confissões de inverno mostra as formas pelas quais o amor pode ser usado como uma arma contra a inocência – mas também pode, nas mãos certas, restaurar a esperança e até a fé.
O corajoso romance de estreia de Brendan Kiely expõe o mal que os segredos mais profundos que guardamos podem causar e prova que a verdade liberta e abre caminho para o amor.




Olá, hoje vou falar de um livro com uma premissa bem séria, ele vai abordar um assunto grave que infelizmente faz parte da realidade de muitos jovens. Adoro quando o autor é ousado e fala de temas importantes e que muitos consideram como tabu.


“Era só isso que eu queria: uma sensação de estabilidade, de completude, uma garantia de que qualquer medo poderia ser desfeito, de que a solidão era uma doença que se curava quando a expiração do outro se tornava a minha inspiração e, juntos, nenhum de nós jamais se sentiria só.” (Pág.55)

O livro nos conta a história de Aidan Donovan, um adolescente de 16 anos que vive com problemas familiares. Seu pai saiu de casa. Hoje vive com sua mãe e sua doce Elena, empregada da família e sua segunda mãe, coisa que não agrada muito a dona da casa. Aidan é calmo e solitário. E às vezes se consola em alguns tipos de drogas. Ele trabalha na igreja, assim tem uma forte amizade com o padre Greg, o único adulto que o escuta, que dedica horas do seu tempo para Aidan. E assim com o passar do tempo, Aidan vai perceber que o padre Greg também é muito amigo de outros garotos, e por trás de toda essa atenção e carinho, acontece algo grave que vai marcar suas vidas para sempre.


“Eu conheço você, estou aqui, AIdan. Estou aqui. Era como se existissem dois Aidans na festa: O que fazia a contagem regressiva e gritava, repetindo “Feliz ano-novo!”, e o que ficava escondido no escuro, em silencio, ouvindo o padre Greg sussurrar,sussurrar como aquele segredo enchia tudo de significado e sentido” (pág. 101)

Confissões de Inverno foi uma agradável surpresa, pois com sua capa simples acabou me conquistando. A escrita de Brendan é muito gostosa e rápida. E ele conseguiu falar de um tema tão pesado de uma maneira muito bonita e leve. Eu fui completamente conquistada pelos personagens, Aidan e seus amigos Mark, Sophie e Josie. Gostei de Elena, a sua empregada, mas me decepcionei com ela no final, pois ela representa aquela parte omissa da sociedade, que vê o errado, mas fecha os olhos. E isso me chateou muito. Esperava mais dela, pois o Aidan esperava também, então senti a decepção dele.


Vamos conhecer vítimas, pessoas dissimuladas, egoístas, que só pensam em si, e na imagem que tem que passar e por isso tenta acobertar toda a sujeira que acontece embaixo do seu nariz. È um livro que mostra que o mal vem de quem menos esperamos, e não podemos nos calar quando algo estranho está acontecendo. Se alguém toma uma atitude que te deixa mal, constrangido, envergonhado, é porque tem algo errado. E se você é muito jovem e não sabe como se defender, conte para alguém, não se cale, nunca.


Eu gostei muito de Confissões de Inverno, senti raiva, tristeza e às vezes brigava feio com Aidan, exigindo que ele tomasse uma atitude, e tive vontade de matar certo personagem. Mas vocês também poderão ver como não é fácil para quem passa por esta situação, como é difícil se abrir, por vergonha, por medo, vários fatores. E o mais comovente é que o autor nos faz ficar com o coração apertado é ver como fica a cabecinha de quem passa por este trauma, o abuso psicológico é horrível. E o Aidan nos passou todos seus medos e dúvidas grandiosamente.

A edição está ótima, folhas amarelas, livro com orelhas e letras no tamanho agradável. É livro para todos, pois trata um tema que tem que ser discutido. Pois pode acontecer em qualquer lugar e qualquer pessoa. Mas o autor focou em um ambiente para tocar no assunto, e assim entrarão várias discussões, vamos falar de fé, igreja, coragem, e força para seguir em frente. A única coisa que ficou faltando para mim, foi um final com mais detalhes, com resultado das atitudes de Aidan, mas o autor deixou para nós mesmos concluímos.

“Porque é. É um crime duplo. O cara não está apenas prejudicando as crianças agora. Ferrou todo o futuro delas. É como agredi-las uma vez e agredir de novo, uma vez atrás da outra, pelo resto da vida.”







24 Comentários

  1. Olá, Ana.
    Eu não conhecia esse livro ainda. Me encantei por essa capa simples e limpa. Esse livro aborda um tema bem difícil, por isso chamou a minha atenção. Eu gosto de livros assim, porque na verdade são um alerta para que prestemos mais atenção ao que está acontecendo a nossa volta. Se der eu vou ler ele sim.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Ai Ana, meu coração despedaçou ao ler a resenha e entender qual a temática abordada. Também admiro escritores ousados que abordam temas complexos, neste caso, algo bem pertinente para os dias de hoje. Quero muito ler, tipo pra ontem!!! Mas já sei que irei sofrer>
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana!
    Queria ter esse teu poder de resenhar logo depois de ler.
    A capa e a sinopse desse livro me sugeriam outra coisa, mas fui lendo umas resenhas e percebendo do que ele se trata. Realmente é um tema que muitas pessoas ainda fecham os olhos.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiza, demorei a postar resenha desse. Pois fiquei sem saber o que dizer, é um assunto bem delicado. Me pegou de jeito. Haha

      Excluir
  4. Oiie Ana!

    Que capa linda, adorei. Quero ler ele logo para saber o que o Padre faz (Como uma boa Católica espero que seja ajudando os garotos, se eu estiver errada me avise rs). Adorei a sua resenha, principalmente porque não conta com Spoiles rs

    Beeijos


    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de ler livros em que os autores tratam de temas pesados, mas de forma leve, só que não sei se leria esse... embora você não tenha dito claramente o que acontece, acho que entendi tudo, já li outro livro que tratava do mesmo tema e foi difícil demais para mim, então talvez seja melhor deixar esse de lado. Uma capa tão linda e delicada, para uma história que com certeza é de partir o coração. Além disso, não gosto de finais em que parte das conclusões fica para o leitor, gosto de tudo bem finalizado e explicado.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Não conhecia o livro e fiquei bastante curiosa para ler. Ótima resenha :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E CONCORRA :)

    ResponderExcluir
  7. Olá Ana,
    Gostei da premissa desse livro e achei o tema bem complexo mesmo.
    Acredito que o meu pensamento sobre o que acontece é correto, entretanto, isso não me fez ficar menos tentada a ler.
    Existem muitas pessoas omissas em diversas situações e, se pensarmos, nós talvez já tenhamos sido omissos em algum momento de nossa vida. Seja por medo ou por vergonha. Acho que me compadecerei da dor de Aidan e gostarei da leitura. Assim como, terei raiva de Elena.
    Ótima resenha e muito obrigada pela indicação.
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oiiie
    Nossa, essa capa está muito bonita e estou completamente curiosa pela leitura esperando gostar muito, sua resenha me deixou mais ainda por saber que você sentiu tantas emoções lendo haha espero ler em breve e gostar

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. É um tema bem pesado, mas muito importante que seja discutido pela sociedade. Concordo contigo: o mal vem sempre de onde menos esperamos, e esse é o problema. Como vamos nos proteger de pessoas em quem confiamos? Não conhecia o livro, mas achei a bordagem muito pertinente. Despertou o meu interesse.

    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá! Esse é um livro que estou desejando ler...O tema que o autor aborda é bem sério, e infelizmente, acontece bastante na sociedade. Criar histórias baseadas em fatos assim, é de suma importância, para conscientizar e abrir a mente para refletir também. Bela resenha, beijos!

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu já ouvi falarem muito bem desse livro e sua resenha me deixou mais curiosa ainda, eu adoro esses livros que tratam de um tema sério que ocorre na sociedade. Confesso que estou doida para conferir a história e ver o que o autor preparou!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Não imaginava que a obra abordasse algo tão intenso e dramático assim. Nossa, fiquei muito curiosa para ler. imagino que deve ser uma leitura que dá indignação mesmo.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Ana... Tudo bem?
    Essa é uma das minhas leituras atuais, estou bem envolvida com a história e muito chocada!
    Espero um final surpreendente de alguma forma, queria terminar hj, mas com a correria da faculdade acho que não vai dar tempo, a não que eu vire a noite lendo, mas amanha tenho aula cedo kkkk
    Adorei a resenha.

    beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Só tenho livro bons comentários sobre esse livro. O tema é sério, atual e precisamos falar sobre. Precisamos proteger as crianças, os jovens. Esse tipo de coisa ocorre sempre muito próximo da família.
    Eu ainda não li, mas espero poder ler logo mais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Nossa! Você não deixou explicito mas devo imaginar qual o tema vai ser abordado. Meu coração já ta se quebrando! Tento fica um pouco desses livros pq eles sempre me deixam chorosa e tristes. É como ler aquilo e ficar imaginando que a moça do lado pode tar passando pelo mesmo. É claro que precisamos falar sobre isso e autores que trazem esses temas são verdadeiros herois, pq é um tema complicado de se lidar.
    Enfim. amei a resenha não sei se teria coragem de encarar o livro. Mas ele já me deixou ansiosa.

    beijos, Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Só de ler a sua resenha já consigo imaginar o que esta por trás desse padre e dessa história, fiquei muito curioso e gosto também de autores que trazem temas novos para as livrarias. Ótima resenha!

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Achei a capa bonita e gostei da temática, deve ser realmente uma leitura convidativa e por vezes chocante. O título também me chamou atenção.

    ResponderExcluir
  18. Oii,

    Nossa o livro deve ter sido bem intenso para você, né? Por que é uma história bem intensa, pelo menos é o que parece. Ainda mais abordando um assunto tão sério.
    Gostei da sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Pela capa eu não diria que esse livro iria tratar de uma tema tão pesado. Não costume ler sinopses para que eu consiga me surpreender com a trama, então ao iniciar a sua resenha eu não sabia do que se tratava a história e estou bastante surpresa. É difícil ver autores trabalhando temas como esse, já li um livro que falava sobre isso, mas era focado na investigação do crime e nesse podemos perceber uma fase diferente da situação.
    No momento eu sei que não leria, por estar dando um tempo de livros de temas mais pesados, mas mais para frente com certeza.

    Beijinhos e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Pela sinopse eu gostei! A capa não me atraiu tanto, mas com certeza essa é uma leitura que eu vou fazer mais pra frente!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  21. Pela sinopse eu gostei! A capa não me atraiu tanto, mas com certeza essa é uma leitura que eu vou fazer mais pra frente!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bem?
    Ouço falar muito bem dos livros desse autor, mas não tive a oportunidade de ler nenhum, quero muito ler urgente. Amei as fotos deu para ter uma ideia de como será o livro, a diagramação esta belíssima.
    Amei o post, parabéns.
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. oi, tudo bem?
    não conhecia o livro, mas fiquei bem curisosa. Realmente, o tema abordado é pesado e considerado tabu. Na verdade, se pararmos para pensar, praticamente todos os tipos de abuso são considerados tabus de alguma forma, e talvez por isso haja tanta omissão e falta de denúncias. Acho que me sentiria decepcionada como você, com a empregada. Mas pelo que percebi, ela fez o importante papel de mostrar a omissão de pessoas que deviam agir de alguma forma
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir