Título: O Manuscrito
Autor: Chris Pavone
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Números de Páginas: 336
Adicione: Skoob


Sinopse: Não existe no mundo uma única pessoa que possa comprovar tudo o que está nestas páginas. Mas há uma pessoa que pode chegar perto disso. Há outras pessoas que poderiam, se devidamente motivadas, confirmar certos fatos. Talvez este livro seja a motivação para essas testemunhas, um impulso para revelarem suas verdades, para comprovarem esta história. Mas o autor não é uma dessas possíveis testemunhas. Porque, se o que você está lendo for um livro concluído, impresso, encadernado e distribuído para o mundo, é quase certo que eu já esteja morto.




Olá, tudo bem? Espero que sim. Domingão, feriadão amanhã. Oh beleza. Então, tirei este final de semana e feriado para ler. E li O Manuscrito, cortesia da Editora Arqueiro. Eu gosto muito de Thrillers, por isso meu interesse por este livro.


Isabel é uma agente literária, divorciada e que leva muito a sério seu trabalho. Ela recebe um manuscrito, com autor anônimo. Ela acha estranho o autor não se identificar. Ela lê e tem uma grande surpresa. Pois o Manuscrito conta um relato super importante de um importante empresário, magnata da imprensa. Muito famoso no mundo todo. E a história que consta no manuscrito é uma bomba. E que poderia destruí a carreira dele.




Isabel envia o material para um editor, que é seu amigo, Jeffrey. Que também fica abismado com o conteúdo. Que mostra uma parte para outra pessoa. O problema que outras pessoas têm interesse neste manuscrito. E Isabel e Jeffrey começam a perceber que quem tem ou leu o manuscrito corre perigo, quando sua assistente ao terminar de ler uma cópia é assassinada. Nesta hora Isabel se apavora e não sabe o que fazer.

Depois ocorre mais um assassinato com outra pessoa que sabia do conteúdo do manuscrito. Estão caçando todos que sabem do conteúdo. E fica a dúvida, quem escreveu, por que quer tornar isto público, é verdade o que está no manuscrito. Senão é verdade, por que estão matando todos que leram. Isabel é inteligente e sabe mais ou menos a resposta. Agora ela tem que tentar se proteger, e decidir o que fazer.


O Manuscrito tem uma premissa interessante, pois um manuscrito com um conteúdo polêmico, e todo um mistério em torno disto. E outra coisa que me chamou muita atenção e que eu gostei muito, é entrar neste universo editorial. O mundo dos editores, agentes literários. Achei muito interessante, pois nunca tinha lido nada deste universo de publicação de livros.

“O Segmento das editoras é um negócio e os livros são publicados para o pública comprá-lo em livrarias, que compram unidades dos distribuidores, que encomendam caixas de livros de editoras, que adquirem títulos de agências literárias, que assinam contratos com autores, e o dinheiro mudando de mão a cada transação” (pág.92)

Mas algumas coisas fizeram que o livro não se tornasse um dos melhores que eu já li deste gênero. Como o fato da narração ser focado em vários personagens. Sim, são muitos personagens, fiquei perdida no inicio do livro. Mas depois fui conhecendo cada um. Mesmo assim, a leitura ficou um pouco cansativa. E o autor é bem detalhista, para quem curte uma história com bastante descrição, este é o livro. Infelizmente para mim não funcionou tão bem. Tirando esta parte que não curti muito, no geral, gostei da trama. Pois mesmo descobrindo quem era o autor, o final não foi previsível, e teve umas revelações, que eu realmente não imaginava. Mas não foi nenhuma grande reviravolta, porém, teve seu valor no desfecho.

A edição está ótima, gostei da capa, tem a ver com a trama. O livro tem orelhas, páginas amarelas. É narrado em terceira pessoa, intercalando entre vários personagens. Se você curte mistérios, com um suspense leve. Está aí uma super dica, para uma leitura despretensiosa.




“É assim que acontece: a pessoa passa a vida lendo, lendo e lendo, esperando, esperando e esperando por algo que seja incrível. Cada manuscrito poderia ser o tal, mas milhares não são. Então, um dia, o sempre sonhado, mas com o qual nunca se conta, está ali em suas mãos.” (pág. 138) 














12 Comentários

  1. Olá Ana, quando vi a capa do livro, não tinha me interessado em saber do que se tratava a história, mas fiquei tentada a ler para descobrir o que tem nesse manuscrito, sobre a quantidade de personagens eu tbm fico enrolada, e tenho que sair marcando o nome e núcleos que ele pertencem, adorei a dica de leitura.
    Bjkas

    ResponderExcluir
  2. A proposta do livro é interessante. Um manuscrito que poder ser verdadeiro ou falso carrega mistérios que podem levar pessoas a destruição e outras à morte. Imagino que tenha sido bem proveitosa essa viagem que o livro permite para conhecer um pouco do universo editorial. Já estou acostumado com historias de muitos personagens, até gosto, desde que o autor não fique matando eles a cada cinco páginas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Augusto. Que bom, estão este livro é para você. Haha

      Abraços.

      Excluir
  3. Ui, confesso que pela capa não dei nada pela historia, até ver a sinopse e sua resenha!!
    Amei e amei de verdade mesmo, não escrevi por escrever não!
    Dica anotada para lista ENORMEEEEE que já tenho...kkkk
    Beijos

    http://devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Viviana. Fico feliz que tenha se interessado. Espero que tenha uma boa leitura. E seja mais cativada pela escrita do autor, do que eu. rs

      grande beijo.

      Excluir
  4. Ola Ana Licia confesso que a premissa do livro não me chamou atenção, senti falta de algo mais forte que nos convidasse a leitura. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Oláá
    Parece ser uma leitura bem interessante, adorei a capa apesar de simples, é uma graça, e adorei o enredo também, ótima dica.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii,
    Gostei do livro e da resenha.
    Gosto quando as histórias tem um mistério ou um crimes, isso aguça a minha leitura...rsrs.
    Livro anotado.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Ana, eu não tinha prestado muito atenção neste livro. Mas agora que você falou que ele traz o mundo dos editores, agentes literários eu fiquei interessada. Tudo isso me fascina também, assim como você.
    Mas também deve dizer que não gosto de livros com muitos detalhes. Sei lá, parece que nos tira a capacidade de imaginar aquilo que não tá dito, pois conta tudo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu estou interessada por esse livro desde que fiquei sabendo sobre o lançamento. Sou suspeita quando se trata de falar das obras da Arqueiro, pois sou apaixonada por essa editora, hahah. Parece uma história realmente intrigante, cheia de mistérios e espero poder conhecer o enredo em breve. E a capa do livro me encanta! Simplesmente um trabalho magnífico.

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Puxa, gostei muito do tema do livro, pois sou escritora e gostaria demais de entender melhor o mercado editorial. A capa tá bem chamativa, bem característica. O fato de ser muitos personagens talvez me confundisse também, mas quem sabe... Dica anotada! Ah, a pena veio junto? Achei diva demais! *o*

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir