Título: O Despertar Do Príncipe
Autora: Colleen Houck
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 384
Skoob: Adicione


Sinopse: O despertar do príncipe é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia. Colleen Houck é autora de A maldição do tigre, série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil. “Os fãs de Rick Riordan vão se divertir com esta fantasia. Uma narrativa incrivelmente bem pesquisada com um ar de mistério e romance.” — School Library Journal Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.



Olá, tudo bem? Apareci! Aêêê.  Mas ainda estou enrolada na faculdade. Mas ficar sem ler, nunca. E esta semana fiz uma viagem super gostosa pela mitologia Egípcia. Li O Despertar do Príncipe da Colleen Houck, nova série da autora chamada Deuses do Egito. Eu ainda não tinha lido nada da autora, mas conheço a fama de A Maldição do Tigre. Sei como é querido por vários leitores. Então quando vi esta capa e premissa, fiquei super animada e curiosa. 


Neste livro vamos conhecer a Lily, como vocês podem ver na sinopse que faz um belo resumo da história. A vida de Lily que era toda certinha e dominada pelos pais, sai do eixo quando ela vai ao museu e encontra um ser estranho na seção egípcia. Uma múmia.Chamado Amon, um rapaz jovem bonito e misterioso. E desse encontro surge uma ligação, que prende Lily a Amon. E por onde ele for ela terá que o acompanhar. Mas várias fatores vai tornar esta ligação bem perigosa. E sedutora também. Pois Lily vai acabar se encantando com o jeitinho inocente e perdido de Amon, pois ele não conhece nada da cidade e está completamente perdido. Lily resolve ajudá-lo e juntos vão ao Egito atrás dos irmãos de Amon. Pois ele precisa desperta-lo e concluir sua missão, antes que seja tarde demais e o mundo vire um caos.

O Despertar do Príncipe é um jovem adulto com uma escrita fácil e divertido. É daqueles livros gostoso de ler, leve e cheio de fantasia. O ponto forte do livro em minha opinião foi esta viajem fantástica pela mitologia egípcia, pois eu não conhecia muita coisa. Mas tinha curiosidade e foi muito interessante conhecer várias histórias, que é citada no livro. Amon dá praticamente uma aula sobre o Egito, deuses, para Lily de maneira super agradável e que nos prende na trama.


Sobre os personagens, achei Lily uma menina até legal, ela não é muito dramática ou mimada mesmo sendo muito rica. Mas não consegui me apaixonar completamente por ela, pelo menos, não neste primeiro livro, vamos ver no próximo. Quanto a Amon, foi um personagem bem interessante de conhecer. Mesmo ele tendo algumas atitudes que me incomodaram como a ligação. Que depois de ler vocês irão entender. Pois achei egoísta, ainda mais quando envolve um tipo de dor física. Mas isso se torna aceitável, quando a própria Lily aceita. (Mas eu, não sei se aceitaria isso assim, de bom agrado, mesmo ele sendo lindo e etc. )Sim, a Lily pirou nos encantos do Amon.

Outro destaque do livro e dos personagens foram os diálogos, cheio de humor e referências de personagens, fatos interessantes que nós conhecemos. Como cinema, livros. A Lily é muito sarcástica e isso trazia leveza e até me tirava algumas risadas.

A edição está linda. Com uma capa maravilhosa. Dividido em três partes. E a cada parte uma ilustração de um símbolo. Páginas amarelas, livro com orelhas. Diagramação simples e agradável. Letra no tamanho confortável.


Um romance divertido. Mas o romance em si não é o foco central neste livro. E sim a aventura destes jovens em busca de cumprir sua missão. Teremos ação, momentos divertidos e emocionantes. Realmente uma leitura bem gostosa e despretensiosa. E acredito que os fãs da Colleen irão amar. E para quem ainda não conhece a escrita dela, uma ótima dica.

“Só que eu não estava certa se eu queria escapar. Sim, minhas emoções era contraditórias. Sim, Amon estava me usando como se fosse uma barrinha enérgica. Sim, ele era uma múmia egípcia ressuscitada. Mas eu não podia negar que jamais me sentira tão... viva em todos os meus 17 anos como nas últimas 24 horas.” (Pág. 84)


“A eternidade é um tempo longo demais para não se ter alguma coisa para lembrar” (pág.361)





10 Comentários

  1. Ana, mulher, quero ler esse livro. Parece ser bem melhor que A Maldição do Tigre.
    E essa pirâmide aí? Veio de brinde? hahahahha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha. Luiza, a pirâmide foi arte de casa mesmo.

      beijão. :*

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?

    Apesar da temática do livro ser algo que gosto, e apesar da sua boa indicação, ainda assim, não me interessei por esse livro. Não sei o que exatamente me incomoda na sinopse dele e no que vc apresentou, mas de fato, o livro não me conquistou ao ponto de querer lê-lo. :(

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, te entendo completamente. Sinto o mesmo por A Maldição do Tigre.

      Beijos!

      Excluir
  3. Ainda não li nada da autora também e estou super ansioso para ler o meu "O Despertar do Príncipe" que a Arqueiro enviou, estou atolado de livros pra resenhar mas a falta de tempo complica um pouco. Bom espero não me decepcionar com ele, vou começar agora no início do mês.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, eu devorei esse livro, é muito gostosa a viagem que Colleen Houck faz através dos mistérios da história Egípcia, eu gostei da Lilly achei a personalidade dela bem coerente e fez da leitura mais convidativa, sobre Amon ela é um caso a parte de afinidade, adorei aquele jeito dele todo sistemático. Quero muito ler o segundo livro, sua resenha está linda, parabéns!
    Bjs
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana <3,

    Eu estou num flerte com esse livro e ele vem para minha estante na Black Friday kkk...juntando até as moedas, porque quero 10 livros e a grana tá curta ainda haha.

    A maldição do tigre é muito bom... Essa nova saga dela me lembra Percy Jackson...até como a personagem principal descobre a Mitologia e o romance não ser foco é como em Jogos Vorazes, que o romance é apenas uma distração e muitas vezes até um empecilho.

    Amei sua resenha!

    Beijocas!
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gente, vários fatores me fariam ler essa obra e, entre eles estão: Colleen Houck é minha diva desde sempre, a obra foi publicada pela Arqueiro e cada detalhe do livro está perfeito. ♥
    Li a Saga do Tigre, com exceção de A Promessa do Tigre, e adoro. Então me permito dizer que vi um pouco de semelhança entre uma saga e outra, como o fato de a moça ir atrás do cara lindo para cumprir uma missão. Acho que isso é característico, hahah. Mas isso em nada me impediria de ler a obra, pois ela está na minha lista desde que fiquei sabendo do lançamento. ♥ Adorei as suas fotografias. Ficaram lindas!

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  7. Realmente seria o tipo de livro que e surpreenderia de várias formas. Conhecia a autora apenas pelo A Maldição do Tigre tbm, tenho muita curiosidade de ler essa trilogia.
    Gostei da temática, o falto de ser um livro leve e de fácil leitura.
    Parabéns pela resenha :D

    ResponderExcluir
  8. Eu também acho a capa linda e como você, acho a ideia do enredo fantástica. Já li outros livros da autora, mas não esse, infelizmente, mas não por falta de desejo.

    ResponderExcluir