Livro: Mundo Novo - Trilogia Mundo Novo vol. 1
Autor: Chris Weitz
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 323
Classificação: 3/5
Sinopse: Mundo Novo - Neste mundo novo, só restaram os adolescentes e a sobrevivência da humanidade está em suas mãos.Imagine uma Nova York em que animais selvagens vivem soltos no Central Park, a Grand Central Station virou um enorme mercado e há gangues inimigas por toda a parte. É nesse cenário que vivem Jeff e Donna, dois jovens sobreviventes da propagação de um vírus que dizimou toda a humanidade, menos os adolescentes.Forçados a deixar para trás a segurança de sua tribo para encontrar pistas que possam trazer respostas sobre o que aconteceu, Jeff, Donna e mais três amigos terão de desbravar um mundo totalmente novo. Enquanto isso, Jeff tenta criar coragem para se declarar para Donna, e a garota luta para entender seus próprios sentimentos - afinal, conforme os dias passam, a adolescência vai ficando para trás e a Doença está cada vez mais próxima.



Oi, pessoal!


Hoje trago a resenha de Mundo Novo, o primeiro volume de uma trilogia de mesmo nome. É uma ficção científica, pós-apocalíptico.
Neste mundo novo só restaram os adolescentes, todos os adultos e crianças foram exterminados por um vírus mortal. Louco né? Pois é. Agora imagina como ficou essa sociedade, apenas com adolescentes lutando por sobrevivência e sem regras. Agora não tem mais internet, tevê, luz, água corrente, comida... tudo escasso, se alimentam do que acham, principalmente um bom cozido de rato. Argh. É isso mesmo.

“É só que... que depois do Ocorrido, de repente todo mundo estava transando com todos os lugares. Quer dizer, nível proibido para menores, beirando o pornográfico. Quando sua expectativa de vida cai para dezoito anos, você meio que tem um incentivo para viver ao máximo. Fazer as coisas antes que seja muito tarde. Carpe diem. “

“Quem se importa com DSTs? Quem se preocupa com reabilitação? Quem se preocupa com a reputação? Isso é para pessoas com futuro. E dá para imaginar o que aconteceu quando as pessoas perceberam que não podiam  engravidar. Durante algum tempo, foi Sodoma e Gomorra.”

Aqui eles vão se dividir por tribos, e cada uma tem um nome. Os nossos protagonistas Jefferson e Donna são da tribo Washington Square, onde Jefferson é o líder. Teremos o Peter, que é o personagem negro e gay (que irá mostrar um pouco do preconceito antes e depois do Ocorrido)e que eu gostei logo de cara. E tem o Crânio, Minifu, entre outros.
Jefferson é legal, super do bem, idealista e acredita ainda em um futuro e estar apaixonado por Donna. Donna, já é mais pessimista e metida à durona e a boca suja para confirmar seu lado “foda”. Peter é divertido e melhor amigo da Donna. Minifu é delicada na aparência e super corajosa. Crânio é o crânio, cheio de ideias e é quem vai sacudir as coisas quando dá a ideia de saírem atrás de respostas para tudo que estava acontecendo. Ele acredita em uma cura. Pois ao completarem 18 anos vêm os sintomas, e a pessoa morre. E eles ainda não querem morrer. Mas para saírem da sua tribo, terão que estar  preparados para enfrentar vários perigos. Pois tem as outras tribos, que não são nada receptivas. Vivem em constante guerra. Todos vivem armados o tempo todo, porque qualquer vacilo pode acabar com uma bala no corpo. Nessa viagem por respostas este grupo vão ver coisas ainda mais cruéis, do que acham que já presenciaram. E sobreviver vai ser um milagre.

"Tudo está abandonado. O mundo inteiro está abandonado. 
Abandonado, adoentado." (pág.213)


“Eu: Mas... é melhor agora, certo? Quer dizer, ninguém tem, tipo, tempo livre para ser homofóbico.
Peter: É. Viva! Eu sempre disse que o mundo ia acabar antes que as pessoas nos deixassem em paz.” (pág.58)


Mundo Novo é narrado em primeira pessoa, intercalado entre Jefferson e Donna. Geralmente gosto de ver a visão de dois personagens. Mas nesse caso não fez nenhuma diferença para mim. Os dois são parecidos na narrativa. O inicio do livro foi super arrastado para mim. Estava achando muito parado e sem graça, só os dramas dos dois adolescentes. Até que passa da página 150 e as coisas começam a melhorar. Com capítulos curtos e cenas de ação bem rápidas. Algumas são tão rápida, que você só vê o corpo no chão com a bala alojada em algum membro. Assim em diante foram cenas de pura ação e adrenalina. Ainda não estava convencida da história, não havia me apegado ainda. Quando teve o grande momento. Tcharam! Segredos foram revelados e surgiram algumas respostas. E um desfecho surpreendente de tirar o chapéu. Passei o livro todo oscilando entre bom e chato, achando a leitura mais ou menos, mas o final foi digno. Deixando aquele gostinho de quero mais, e claro, com muita vontade de ler o próximo volume.


“Mas livros... livros são acessíveis. Você pode manter a idéias no papel durante, tipo, séculos. E se quiser descobrir coisas, está tudo ali.” (pág. 75)


“ Só é o fim do mundo se você não acreditar que existe um futuro.
Eu não acredito. Não temos futuro” (Pág. 171)


A capa do livro está bem chamativa, folhas amarelas, letras no tamanho que eu gosto. Na verdade os livros da Seguinte são de ótima qualidade, no quesito capas, folhas e etc. Eles capricham. Aah e são muito cheirosos.
Então, é isso gente. Para quem gosta de uma ficção pós-apocalíptico. Com muita bala, sangue, explosões, cenas de ação e surpresas. Está aí uma ótima pedida. O livro não vai transmitir grandes lições como algumas distopias passam. Mas faz algumas críticas a nossa sociedade atual. Principalmente na questão da dependência quanto a tecnologia, celulares, computadores, jogos... o fato de vivermos mais nas redes socias, do que realmente ter o contato físico. Pois agora, eles só tem isso, é isto o que importa no momento, estar junto de alguém. Só assim para sobreviver neste mundo novo, que continua com as mesmas questões do mundo anterior, com preconceitos, superioridade e muita injustiça. 

Agora é aguardar o segundo volume. \o/


"Meu primeiro pensamento é ir até ela abraça-la. Mas minhas mãos ainda estão transformadas em garras; meu sangue e o sangue dele estão por toda parte." 









14 Comentários

  1. Olá, Ana!!

    Vi que tinha novo post e não hesitei em fazer aquela visitinha básica! Além do mais, não é todo dia que tenho essa disponibilidade, então tenho que aproveitá-la bem.

    Bom, eu ainda não conclui a leitura desse livro, mas posso dizer que,inicialmente, a leitura estava oscilando um pouco, não a ponto de fazer eu largar e deixar de lado a leitura, mas, algo o suficiente para se tonar significativo. Então é bom saber que acontecerá reviravoltas que tornarão tudo muito mais emocionante. Vou fazer uma nota mental de quando eu finalizar, aparecer por aqui para comentar um pouco mais a fundo sobre a história.

    Abraços,

    Em Sintonia com os Livros


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juuuu! Que bom vê-la por aqui. *---*

      Pois é, Julyana. Aconteceu isso comigo também, não fui presa no inicio, que bom, não ser a única a sentir este descontentamento nos primeiros capítulos. O livro não é ruim, mas, não foi daqueles que prendem do inicio ao fim, com a quela sensação maravilhosa: Que livro é esse. Talvez no segundo aconteça isso, pois vamos pular as apresentações e partir para o que interessa. Espero. :)

      beijos!

      Excluir
  2. Olá! O livro parece um juvenil, o enredo não me prendeu, não sei o motivo, sua resenha está linda, bem escrita. Já havia lido outras resenhas, mas... O que gostei foi saber que o livro também trata da dependência da tecnologia. Quem sabe um dia, eu o leia e mude de ideia.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Lilian. O livro é juvenil, mas com questões e cenas bem fortes. E uma linguagem com muitos xingamentos. :)

      Obrigada, pela visita!

      beijooooo.

      Excluir
  3. Oiii... amei tua resenha, tu resenha super bem. O livro parece ser interessante, essa coisa de historia pós-apocaliptica meio que acaba me deixando interessada. Não sei se eu leria toda a trilogia mas vou me arriscar neste livro, quem sabe eu nao engato nos próximos ;)
    Bjoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Barbara! Obrigada, fico feliz que tenha gostado. Leia e me conte o que achou.

      beijooooo! :*

      Excluir
  4. Adorei a resenha *-* me ajudou a recuperar o pique pra ler esse livro. Comprei ele logo que foi lançado, quando todos estavam falando dele, mas por algum motivo ele ficou aqui esquecido na estante. Vou tentar me apressar com ele o mais rápido possível, pois quero saber o que tem nesse final hahaha

    Beijos,
    Bia

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
  5. Vi muitos comentários legais sobre esse livro em alguns blogs. E apesar de ter um enredo interessante, a história não me cativou nem um pouco, não acho que seja uma leitura que eu iria gostar de fazer.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oláaa xará (Ana Lícia também \0), tudo bem??
    Eu gosto bastante de livros com esse tema. É muito... Não sei a palavra certa, mas que deixam uma lição boa, sabe? Porque as vezes é uma realidade que não está muito longe de acontecer.
    Esse livro chamou a minha atenção, e eu nunca imaginei desse lado, sabe? Sobre adolescentes serem os últimos do mundo. Não conhecia o livro, e achei o enredo bem legal.
    A editora seguinte sempre está de parabéns, eles realmente tem um bom cuidado com os livros, e os cheiros são bons!
    Adorei a resenha *-*
    Beijos!

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi oi, como vai??
    Cara, eu p r e c i s o ler esse livro!!!!
    Já li umas 10 resenhas e cada vez que leio outra fico mais e mais curiosa hahahahahaha
    Só a sinopse e a capa já me chamam muita atenção, esse enredo distópico e tudo mais, deve ser muito bom.
    Espero muito poder ler logo e gostar tanto quanto você!
    Beijãããão!

    ResponderExcluir
  8. Oi,Ana!
    Gostei muito da sua resenha,foi muito bem objetiva,agora vou terminar de ler o Livro!
    Obrigada pela dica!
    Dá uma conferida na minha nova Resenha no Blog:
    http://booksmagiclove.blogspot.com.br/2015/04/resenha-do-livro-o-restaurante-do-fim.html
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Super me interessei pelo livro, tenho uma queda por histórias pós-apocalípticas e esse livro me chamou bastante atenção. Achei a mensagem que o autor quis passar para os leitores muito válida, e isso também chamou minha atenção. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Vou tentar continuar a leitura após ler sua resenha.
    Que bom que ter reviravoltas e coerência na história, porque cheguei na página 140 e me vi perdida num mundo surreal e difícil de entender, mas como você pontou enfaticamente que há mudanças no direcionamento do enredo, então lerei até o fim.

    Parabéns pela resenha.

    Beijos!

    http://poesiaqueencantavida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Tudo bem, a premissa é boa, o cenário é bom mas poxa, a condução que estrega?
    To vendo que ele vai ficar encalhado mais um pouco na estante

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir